quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

KENNESAW & MARIETTA - O que fazer nos arredores de Atlanta?

Nosso último post foi sobre o que fazer em Atlanta. O post de hoje seria praticamente uma continuação deste. Como contamos anteriormente, a irmã da Fliess está vivendo com a família por lá. Eles não moram exatamente no centro de Atlanta onde se encontram os pontos turísticos mais famosos da cidade, mas sim naquilo que eles chamam de Metro Atlanta, ou seja, a região metropolitana de Atlanta, mais precisamente em Kennesaw (que fica a meia hora de carro). Esses arredores são basicamente residenciais, mas não se enganem! Lá, vocês encontram de tudo: shoppings com lojas de marcas, outlets, escolas, universidades, Walmart Super Centers, parques, museus, sedes de empresas, hospitais, transporte público e tudo mais! Inclusive, muitos jovens acabam se hospedando nesses arredores de Atlanta quando vão fazer Intercâmbio. Kennesaw, inclusive, tem a sua própria universidade a KSU (Kennesaw State University).
O condomínio onde ficamos em Kennesaw, por exemplo, é bem legal! Cercado por árvores diversas, possui uma boa infraestrutura: fitness center, piscina, quadra de tênis, playground, churrasqueira, spa, lavanderia, estacionamento, e um bosque super lindo onde, por vezes, é possível encontrar esquilos, coelhos, corvos, e outros ‘angry birds’... Rsrsrsrs… Isso tudo te faz bem feliz com a ideia de não morar na 'muvucada' de um grande centro. Ficamos encantados…
Vamos postar algumas fotos só para vocês terem uma ideia deste lugar:
Vamos, então, começar as dicas do que fazer em Kennesaw & Marietta em um dia ou dois. Depende da sua disposição...
Kennesaw Mountain National Battlefield Park
É uma área de quase 3.000 acres que durante a Guerra Civil Americana - mais precisamente em junho de 1864 - serviu de campo de batalha entre as Forças da União e o Exército dos Confederados. Atualmente, o local tem a finalidade de preservar a memória deste acontecimento histórico. Neste parque, há um museu que conta toda esta história. Logo que entramos, fomos convidados a assistir a um filme de meia hora que narra este violento combate com detalhes. O filme é muito interessante e nos toca no que diz respeito à guerra de um modo geral. A entrada é franca. Há também uma lojinha dentro do Centro de Visitantes.
É possível fazer uma trilha ou dirigir até o topo da montanha de Kennesaw durante a semana. Já nos fins de semana, há um ônibus que leva os turistas até lá. O shuttle custa de 2 à 3 dólares. Há áreas especialmente designadas para fazer picnics. Do topo da montanha, dizem que é possível ter uma bela vista de Kennesaw e seus arredores, estar em contato uma natureza exuberante e observar diversos tipos de pássaros e alguns outros animais.
Infelizmente não fizemos a trilha devido ao mau tempo. Mas super recomendamos o passeio.
O centro de Marietta fica a menos de dez minutos (de carro) do Kennesaw Mountain National Battlefield Park. Ou seja, bem pertinho! Marietta é um lugar muito fofo, também, com residências lindas (das mais simples às mais sofisticadas). Parece que estamos dentro de um filme americano. Rsrsrsrs…
Vamos começar pelos pequenos museus:
* Marietta Museum of History (tickets por 7 dólares). O museu guarda relíquias da região e conta com muitas peças relacionadas à Guerra Civil Americana, também. Um museu que mostra toda a história daquele local. Tivemos a sorte de contar com um senhorzinho muito simpático como guia. Interessante.
* Marietta Gone With the Wind Museum (tickets por 7 dólares). O museu é bem pequeno e recomendamos apenas para aqueles que conhecem e gostam do filme “E o Vento Levou...”. Havia alguns itens exclusivos relacionados ao filme: fotos, figurinos, cartazes do filme de diversos países, o livro em diferentes línguas, uma maquete de Tara, quadros, um livro assinado pela autora (Margaret Mitchell) e outros atores.
* William Root House Museum and Garden (tickets por 7 dólares). A Casa de William Root e seu seu jardim é um pequeno, mas interessante museu, onde a gente conhece um pouco mais sobre a vida de uma família ‘normal’ de classe média americana em Marietta no século 19. Hoje, é a casa mais antiga de Marietta, a única neste estilo que restou. A visitação foi guiada. Contamos com uma excelente guia chamada Emily.
Emily nos levou a cada cômodo da casa, devidamente mobiliado e foi nos contando a história da família Root e detalhes da vida na década de 1850. Nos jardins da casa, há plantação de ervas, um poço, e a cozinha que ficava do lado de fora da casa principal. A cozinha foi a parte que mais gostamos.
Ao final, Emily foi muito gentil, nos entregando uma plantinha que mais parecia uma almofadinha de paredes finas, chamada Love in a Puff. Ao abrir, encontramos três sementes pretas, bem pequenas e com um ‘desenho’ de coração branco. Vejam as fotos abaixo:
Depois da visita aos museus, paramos no Sugar Cakes para um chocolate quente. A propósito, esta cafeteria havia sido a farmácia do Sr. William Root, mencionado acima.
Depois do chocolate quente, fomos até a praça de Marietta. Estava ainda com a decoração de Natal. Ideal para sentar, relaxar e apreciar o local. Em uma calçada ao lado da praça, algo nos chamou a atenção. Nos lembrava a Calçada da Fama em Hollywood, com mãos pintadas no chão e nome de pessoas. And guess what!!! Se tratava de mãos de professores das escolas daquela região. Achamos a homenagem fantástica! Aplausos!!! Clap clap clap…
EARL SMITH STRAND THEATRE - Ao lado da praça, também é possível encontrar um cinema antigo de 1935, super bem conservado que até hoje exibe filmes e peças teatrais. Há um bar no terraço do prédio onde é possível parar para tomar um vinho e apreciar a vista de Marietta.
Terminamos o dia visitando um lugar que certamente muitos deixariam passar, o Marietta National Cemetery. Este é o cemitério onde estão os restos mortais de 10.312 oficiais e soldados que serviram na Guerra Civil entre 1861 e 1865. É um lugar belíssimo!
A gente sabe que muitas pessoas não curtem visitar cemitérios... Certamente é um lugar que, de certa forma, nos remete à tristeza e saudade. Porém, na nossa opinião, é também um lugar de silêncio e muita paz. Vale a pena conhecer! Fechado aos sábados e domingos. Nos outros dias, fica aberto de 08:00 às 16:30.
restaurantes e cafés (inclusive Starbucks) no centro de Marietta. Fique a vontade para escolher onde comer. Comemos uma pizza muito boa no Marietta Pizza Co.. Então, fica a dica!
 ****************** 
Igrejas Católicas em Metro Atlanta
Como somos católicos, acabamos assistindo à Missa em duas paróquias que estão nesta região. Uma foi a Saint Jude Apostle em Sandy Springs e a outra, Holy Family, em Marietta. As Missas que participamos foram presididas pelo querido PadreJoão Gualberto Ribeiro da Silva, um sacerdote com homilias abençoadas e que tivemos o privilégio de conhecer.
Ambas as igrejas são muito bonitas. Vejam as fotos:
Dicas de Shoppings em Kennesaw
Conhecemos o Town Center at COBB em Kennesaw. Muitas lojas boas lá: Macy’s, JCPenney, Sears, Guess, Victoria Secret, Aéropostale, Abercombrie, Best Buy Mobile, Disney Store, Forever 21, Godiva, H&M, Hollister, Sephora, Bath & Body Works, entre outras...
******************
Dicas-Delicinhas

Agora chegou a hora de darmos dicas de lugares onde comemos por Kennesaw e adjacências durante os dias dias que lá ficamos:
  • WAFFLE HOUSE - “Um em cada esquina”. Não deixem de pedir um Hashbrown com bacon e um Pecan Waffle com chocolate chips.
  • IHOP em Alpharetta - Servem panquecas, waffles, omeletes, crepes e afins. Rossini pediu um Spinach & Mushroom Omelette (Espinafre e Cogumelos) que estava de lamber os beiços.
  • BRAZILIAN BAKERY CAFÉ em Marietta. Saudades do Brasil? Experimentem as delícias desta padaria. O melhor mesmo é a coxinha de lá. "The best coxinha ever de my life!" Rsrsrsrsrs…
  • PACIFIC BUFFET SUSHI & GRILL em Town Center Market em Marietta. É um restaurante no estilo rodízio (all you can eat). Servem comida japonesa e outros partos diversos. Muito bom!
  • LONGHORN STEAK HOUSE em Kennesaw - Estilo Outback. A carne estava macia e deliciosa. Os acompanhamentos também estavam muito bons! Fliess pediu uma sopinha de entrada (Broccoli Asiago Cheddar Soup) que estava divina! Experimentem o Outlaw Ribeye de prato principal. Não deixem de pedir o arroz deles como um dos acompanhamentos. Era tão gostoso que chegamos a pedir outra porção. Não houve espaço na barriga para sobremesas.

ESPERAMOS QUE TENHAM GOSTADO!
BEIJOS DE FLIESS & ROSSINI.
ATÉ A PRÓXIMA!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

ATLANTA - O QUE FAZER? DEZ DICAS IMPERDÍVEIS!

 (Downtown Atlanta)

As dicas de hoje são para a cidade de Atlanta, no estado da Georgia - EUA.
Muitos podem estar se perguntando: “Mas, por que Atlanta?”. Afinal, quando pensamos em Estados Unidos, outras cidades geralmente vêm à nossa mente, lugares mais visitados como: Orlando, Miami, Nova York, Los Angeles,... Cidades maravilhosas, sem dúvida! No entanto, a irmã gêmea de Fliess mudou-se para Atlanta em junho de 2016 com a família, e foi lá que decidimos passar as férias desse ano (janeiro de 2017). Melhor, impossível!!! Além de matar a saudade deles, tivemos a oportunidade de conhecer uma cidade incrível que nos surpreendeu muito positivamente e que só temos a dizer: Conheçam! Vale super a pena!
Já tínhamos ouvido falar da hospitalidade do povo de lá. E sim, não é lenda! Fomos muito bem recebidos e muito bem tratados desde o posto de imigração no aeroporto até mesmo nos bares, restaurantes, pontos turísticos, nas ruas e no cotidiano em geral. Nossa maior dificuldade foi nos acostumar com o já famoso sotaque sulista. Mas em poucos dias, já tiramos de letra! ;)
Como ficamos hospedados na casa dos “Fliess Fernandes”, não temos como dar dicas de hospedagem desta vez. Mas se não fosse o caso, faríamos como o de sempre, buscaríamos nos hospedar pelo AirBnb www.airbnb.com ou pelo Booking.com www.booking.com.
O condomínio fofo onde ficamos encontra-se naquilo que poderíamos chamar de ‘região metropolitana’ de Atlanta. Estávamos mais precisamente em Kennesaw, a aproximadamente meia hora (de carro) do centro de Atlanta - o que nos possibilitou fazer outros passeios fora do grande centro. Em breve, teremos um post exclusivo sobre para tais passeios aos arredores. Não percam!

 (Condomínio em Kennesaw, região metropolitana de Atlanta)
Mas ‘bora’ deixar de blá blá blá e partir pro que interessa!
Bem, listaremos os passeios aqui pela ordem que os fizemos. Não será um rank de favoritos. Ok? Essas dez dicas + o bônus de dicas de restaurantes ao final podem ser feitos em TRÊS ou QUATRO DIAS.

Passeio 1: World of Coca Cola
O Mundo da Coca Cola (World of Coca Cola) é imperdível - quer você goste do refrigerante ou não! É um museu altamente moderno, interativo e super bonito que conta toda a história do refrigerante mais famoso do mundo! Está localizado bem no centro de Atlanta, próximo a outros pontos turísticos famosos da cidade. Os tickets podem ser comprados online ou no local. Recomendamos que seja online para evitar mais filas.
Logo na entrada, já ganhamos uma garrafinha de alumínio com coca cola geladinha. Em seguida, passamos por várias salas que contam toda a história: as propagandas, as curiosidades sobre a fórmula secreta, filme 4D, uma mini fábrica que mostra como funciona a produção, obras de arte inspiradas na coca cola, e já no finalzinho, podemos experimentar um ‘zilhão’ de sabores de refrigerantes produzidos pela Coca Cola em diferentes continentes.
Ah! Já íamos esquecendo: Você pode tirar fotos com o Urso Polar branquinho dos comerciais da Coca. Rossini ficou encantado! Foi a parte que mais gostou. Rsrsrsrs…
Na saída, é claro que não poderia faltar uma lojinha vendendo tudo que você imagina com o logo Coca-Cola: ursos de pelúcia, camisetas, chaveiros, bonés, canecas, copos, utensílios de casa, mini garrafas,...  Fliess ganhou um ursinho da irmã. (Thanks, Sis!!! Just loved it!!!) =D
IMPORTANTE:
  • Gastamos aproximadamente umas 3 horas para essa atração.
  • Agrada a adultos e crianças.
  • Aberto todos os dias (de 10:00 às 17:00 - sexta e sábado, abre às 09:00).
  • Tickets: 17 dólares, adultos  / 13,00 dólares, crianças de até 12 anos / 15 dólares, acima de 65 anos / ‘0800’ para bebês de 0-2
  • Site para maiores informações: http://www.worldofcoca-cola.com


Passeio 2: Martin Luther King Jr National Historic Site
Esse passeio nos agradou imensamente. Foi fascinante conhecer um pouco mais sobre a vida e a luta deste grande homem pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos nos anos de  1950 e 1960 - uma luta sem armas, sem guerra, sem violência. Foi uma campanha de amor ao próximo e pela busca por igualdade. Se já o admirávamos antes, depois de lá, ficamos ainda mais tocados pelo assunto. Este lugar não nos dá apenas uma aula de história, mas nos faz refletir sobre a questão da segregação racial e dos direitos humanos como um todo.
O local fica a quase 3 km do centro de Atlanta (uns 10 minutos de carro), mais precisamente à 450 Auburn Ave NE.
O estacionamento, bem como toda a visitação é GRATUITA.
Ao entrarmos no prédio, fomos convidados a assistir a um filme de uns quinze minutos contando a história da luta dos negros americanos pelos direitos civis e toda a discriminação que eles viviam nos meados do século XX. Muito tocante...
Dali, partimos pro Museu que conta com riqueza de detalhes a vida (e morte) de Martin Luther king Jr. Na parte externa, podemos ver onde ele e sua esposa estão sepultados, a “Eternal Flame” (uma chama acesa representando os seus ideais de luta e justiça que não podem ser apagados jamais) e passeamos pelas ruas onde nasceu, cresceu e congregava.
É possível visitar ainda:
  • A Igreja Batista onde costumava pregar, Ebenezer.
  • A estação dos bombeiros da vizinhança, onde as crianças gostavam de ir para brincar.
  • A casa onde ele nasceu.
IMPORTANTE:
  • Gastamos aproximadamente umas 3 horas para essa atração.
  • Agrada a adultos e crianças.
  • Aberto todos os dias (de 09:00 às 17:00).
  • Entrada franca
  • Site para maiores informações: https://www.nps.gov/malu/index.htm 

(Ebenezer - Igreja Batista onde Martin Luther King Jr pregou pela 1ª vez)

 (Eternal Flame)

(Casa onde nasceu Martin Luther King Jr)

Passeio 3: Georgia Aquarium (#1 in the States)
O Georgia Aquarium é o maior aquário dos EUA e foi o maior do mundo até 2014, perdendo hoje apenas para um aquário na China. Fica localizado no centro de Atlanta, bem próximo ao Mundo da Coca Cola.
O imenso aquário conta com diversos tipos de animais marinhos, entre eles, dois tubarões-baleia imensos, arraias, jamantas, belugas, golfinhos, lontras, “Nemos & Dorys”, leões marinhos, pinguins, águas vivas, medusas, focas, jacarés albinos, piranhas e milhares de outras espécies de peixes.
A grande atração é o túnel de acrílico no Ocean Voyager onde podemos passar por debaixo do tanque de vinte milhões de litros de água e ver toda aquela maravilha. Esse túnel termina em uma grande sala com um paredão transparente onde você pode parar, sentar e contemplar…
Outras atrações:
  • Cinema 3D
  • Tanques interativos para você tocar nas arraias e anêmonas
  • Shows com golfinhos e leões marinhos
  • Restaurantes e loja de souvenirs
Dica: Visitamos o aquário depois das 16:00 pois é mais barato. O ticket do Imagination Nights é preço único e custa 27 dólares.
O preço normal é Adultos: $35.95 + taxa, crianças: $29.95 + taxa e idosos: $31.95 + taxa.
Mais uma vez, recomendamos comprar os ingressos online.
IMPORTANTE:
  • Gastamos aproximadamente umas 3 horas para essa atração.
  • Agrada a adultos e crianças.
  • Aberto todos os dias (geralmente das 10:00 às 21:00 - Mas consulte o site pois alguns dias têm horário diferenciado).
  • Site para maiores informações: http://www.georgiaaquarium.org


Passeio 4: The Chinese Lantern Festival (no Centennial Olympic Park à noite)
No Centennial Olympic Park, costuma acontecer diversos eventos. Até 15 de janeiro, rolou o Chinese Lantern Festival. Esse mesmo evento estava acontecendo em outras partes do mundo, como em Londres e Miami. Claro que um evento com luzes só acontece à noite.
O festival é um espetáculo de luzes e cores! Lanternas imensas reproduziam dragões, pagodes (templos) chineses, túneis em formato de corações, flores, vasos, pandas e  pássaros. Havia música instrumental chinesa ambiente tocando o tempo todo, que depois de um certo tempo, junto à temperatura baixa daquela noite, chegou a causar certa irritação. :(
Assistimos também a um show de dança e música tradicional chinesa.
A dica é: Quando estiver em Atlanta, fique de olho nos eventos que estão acontecendo no Centennial Olympic Park. Tem sempre algo interessante!
IMPORTANTE:
  • Tickets para o evento de luzes: 18 dólares
  • Gastamos aproximadamente um pouco menos de 2 horas para essa atração.
  • Agrada a adultos e crianças.


Passeio 5: Skyview Atlanta
A Skyview seria a “London Eye” de Atlanta, só que não tão alta. A roda gigante da altura de um prédio de 20 andares fica também no centro da cidade e conta com 42 gôndolas climatizadas que cabem até 6 pessoas. Do alto, é possível contemplar a vista panorâmica de downtown Atlanta e seus arredores. É um total de quatro voltas, que passam rapidinho. Então, aproveite para curtir a vista e tirar algumas fotos.
Existem as gôndolas VIPs com chão de vidro, assentos estilo Ferrari, mais voltas e sem fila para entrar. Com certeza, são bem mais caras! Fomos de “normal” mesmo e pagamos já com as taxas, 15 dólares.
Boa atração para adultos e crianças.
Fica aberta todos os dias do ano, só fechando quando as condições climáticas não são favoráveis.
Site para maiores informações: http://www.skyviewatlanta.com



Passeio 6: CNN Center
Este passeio é para quem curte a CNN.
O prédio da sede mundial da rede também fica no centro da cidade de Atlanta, bem pertinho do Centennial OLympic Park. Foi aberta em 1976 e seus estúdios promovem um tour guiado pelo mundo incrível deste ícone do telejornalismo. O tour, é claro, é pago. Custa 16 dólares. Como não somos fãs ardorosos, optamos por não fazer o tour e como muitos, simplesmente visitamos o prédio até onde foi possível. E foi mais do que suficiente! Lá, encontramos restaurantes, loja do Cartoon Network, de artigos esportivos, souvenirs, um mini-estúdio de gravação, e algo muito importante: banheiros públicos. Rsrsrsrs...
Vejam as fotos:

Passeio 7: Centennial Olympic Park (durante o dia)
Já tínhamos ido ao Parque durante a noite para o Chinese Lantern Festival. Mas resolvemos conhecer o parque também durante o dia. Na verdade, era final da tarde, ainda não havia escurecido e a temperatura estava agradável, algo por volta dos 20 graus.
O extenso parque público de 85.000 m² foi construído por ocasião das Olimpíadas de 1996 no centro de Atlanta. É um lugar agradabilíssimo para caminhar, sentar, relaxar, conversar, ver o sol se pôr… As crianças gostam de brincar na fonte que brota do chão em formato dos aros olímpicos! Tudo muito limpo, seguro e organizado. E você não paga nada para entrar!



Passeio 8: Philips Arena
Na Arena Philips, acontecem vários eventos, sendo o basquete o mais importante. É a casa do Atlanta Hawks e a principal casa da seleção americana de basquete, também. Acontecem outros jogos como os de hockey, lacrosse e shows de música. Abriga até 22.000 pessoas dependendo do evento. As “criOnças” foram assistir ao Atlanta Hawks vs. Boston Celtics, que acabou vencendo o time da casa por uma cesta no último segundo do jogo.
Os preços dos tickets variam de acordo com o local que você escolhe e, para esse jogo por exemplo, custavam de 30 a 250 dólares. Compre online!
Algo que nos chamou a atenção foi toda a organização pré e pós jogo, tanto quando fomos deixar as crianças na Arena, como na hora de buscá-las. Pudemos observar a ação da polícia local e o respeito e a tranquilidade das torcidas rivais saindo lado a lado. Incrível! Nos lembrou o Macaranã no fim de jogo entre Flamengo e Vasco… kkkkkkk… #sqn
Site para mais informações: http://www.philipsarena.com


Passeio 9: Atlanta History Center
Este é o lugar certo se você curte história e quer mergulhar fundo no passado do sul dos Estados Unidos. São 33 acres de exposições, casas históricas, jardins encantadores. Uma viagem no tempo… Menos de meia hora de carro do centro de Atlanta e você chega nesse lugar que tem cheiro de passado.
Depois de percorrer um enorme saguão, você encontra várias mini galerias que revelam a evolução social e cultural de Atlanta desde antes da guerra até os dias atuais. Na parte externa, que na nossa opinião é a mais interessante, nos deparamos com uma fazenda típica dos meados do século XIX, com todos os detalhes: Casa principal, cozinha, tecelagem, estrebaria, casa dos escravos, criação de ovelhas, perus e outras aves, plantação de algodão e ervas.  Há também uma mansão belíssima chamada de Swan House, construída em 1928, cercada de lindos jardins. A propósito, essa mansão foi cenário do filme Jogos Vorazes - Em Chamas. Ela era a mansão do personagem Presidente Snow.
Os ingressos custam 16,50 dólares e estudante paga 13,00. Seu ticket dá direito à entrada pro local + um outro (que vale por 9 dias) para visitar a casa de Margaret Mitchell , a autora do romance “E o Vento Levou…”. Porém, já que a casa não fica no mesmo local do Centro Histórico,  teríamos que nos locomover uns 8 quilômetros até lá e acabamos não visitando. Pena… Dizem que é um lugar lindo.
Site para informações: http://www.atlantahistorycenter.com


Passeio 10: Little Five Points
Little Five Points é um distrito ao leste de Atlanta, a vinte minutos (de carro)  do centro. Seria um “bairro” alternativo, meio riponga e que muito nos lembrou Camden Town em Londres. Mas querem saber? Acabamos gostando mais deste aqui. Camden Town é caro comparado a Little Five Points, onde encontramos preços mais acessíveis e artigos mais interessantes.
As ruas são repletas de grafite, lojas vintage, brechós, bares, restaurantes, estúdios de piercing e tatuagem, lojinhas de cristais e produtos esotéricos, lojas vendendo Cannabis medicinal (ou não… rsrsrsrs…) e gente de todas as “tribos”. Lá, o estranho é VOCÊ!
Algumas dicas de lugares legais:
  • Crystal Blue (loja de cristais e afins)
  • The Clothing Warehouse (um brechó enorme que vende roupas, jaquetas de couro, sapatos, botas, perucas, óculos escuros, chapéus, bijus, bottoms,...)
  • Transporter Vintage and Retro (loja de brinquedos antigos, onde Fliess comprou um  Pica-Pau de pelúcia)
  • The Vortex (bar especializado em hambúrguer e diferentes tipos de cerveja)


“Passeios-Delicinha”

Pittypat’s Porch Restaurant
O restaurante Pittypat’s Porch não estava no nosso roteiro inicial. Felizmente, nossa chefe nos deu essa excelente dica. Fomos conferir e adoramos! Encontra-se bem no centro de Atlanta, pertinho do Hard Rock Café. É um restaurante temático que nos faz viver o filme “E o Vento Levou…”. O filme conta que quando Scarlett O’Hara visitava Atlanta, ela sempre ficava com sua tia Pittypat e durante essas visitas, a Tia Pitty sempre preparava as suas melhores receitas.
O restaurante foi criado há 50 anos e faz sucesso até então. O serviço é rápido e o garçom que nos atendeu foi extremamente simpático e atencioso, explicando como a casa funcionava e nos contou um pouco da história local. A música estava por conta de um charmoso piano.   A comida é indescritivelmente deliciosa e nos faz salivar só de lembrarmos… Ao pedir o prato principal, você tem direito ao buffet de saladas. Eles também servem pães e outras coisinhas como entrada, sem custo adicional.
Dicas dos pratos que pedimos:
  • Pork chops with curried peanut sauce (Duas costeletas de porco desossadas de 200 gramas cada, servidas com um purê de maçã e batata doce, cobertas com molho curry e amendoins torrados da Georgia).
  • Low country shrimps and grits (Uma receita clássica do Sul, com camarões grelhados, pimentões e cebola refogados com manteiga branca e servidos com papa de milho).
A comida foi tanta que não tínhamos espaço extra para sobremesas
Certamente, voltaremos lá quando estivermos em Atlanta uma outra vez.
O restaurante fica aberto todos os dias de 17:00 às 21:00. É recomendável fazer reserva.
Site para informações: http://www.pittypatsrestaurant.com


Hard Rock Café Atlanta
Quem nos conhece sabe que fazemos “coleção de idas ao Hard Rock Café”. Pela nossa contagem, a de Atlanta foi a 10ª da Fliess e a 5ª do Rossini. Estatísticas à parte, HRC é sempre uma boa pedida pra quem gosta de rock and roll, boa comida e uns bons drinks.
Esta fica a 10 minutinhos a pé do World of Coca Cola. Molezinha, então…
Logo na entrada, à esquerda, podemos ver uma Harley Davidson que pertenceu ao Elvis Presley. Entre todo o acervo, estão itens como um violão que pertenceu ao John Lennon, uma guitarra do Jimmy Page, roupas do Frank Zappa, disco e fita cassete de platina do Elton John, e muito mais!
O atendimento foi bacana e a comida estava ótima - como de costume.
Algumas dicas saborosas: De entrada, não deixem de pedir o JUMBO COMBO, uma coleção dos ‘aperitivos’ mais populares da casa. E se rolar sobremesa, o famoso HOT FUDGE BROWNIE.
Souper Jenny
Lembram do passeio 9?! Isso! Ao Atlanta History Center!!! Lá encontramos um restaurante pequeno mas super fofo que nos convidava a NÃO usar o celular e saborear lentamente o nosso prato. Estávamos cercados por um ambiente mais silencioso, com uma decoração colorida com livros, máquina de escrever, quadros e abajures. As saladas e sopas são saborosas. A salada de farfalle com molho pesto e azeitonas pretas estava ótima! Pedimos também um sanduíche de roastbeef com tomates secos, ervas e outras cositas más, que estava muito bom.
Quando forem ao Atlanta History Center e a fome bater, parem no Souper Jenny! Vale a pena! 


Johnny Rockets
As melhores onion rings que já comemos!!! Estavam sequinhas, crocantes e fresquinhas. Os hambúrgueres são igualmente suculentos e o milk shake impecável! Fast food da melhor qualidade. Nas mesas, temos pequenas jukeboxes e por cinco cents você escolhe a música ambiente da loja. Decoração e uniformes dos atendentes no estilo dos anos 60. Vale a pena conferir!


#FICAADICA

  • Não se deixe abalar pelo sotaque sulista. Logo, logo você se acostuma.

  • Os principais pontos turísticos estão bem próximos uns dos outros bem no centro de Atlanta. Aproveite!

  • As gorjetas nos restaurantes nem sempre vêm especificadas na conta. Nos EUA, é comum dar 10%, 15% ou 20% dependendo do seu nível de satisfação com um serviço.

  • Os preços que você encontra nos produtos não correspondem necessariamente à realidade. Como em boa parte dos EUA, as taxas não estão embutidas. Espere sempre um pouco mais no preço final.

  • Se você está viajando em alta temporada, é sempre aconselhável fazer reservas para os restaurantes mais frequentados e comprar tickets para as principais atrações online.

  • Aproveite a hospitalidade sulista.

  • Se você não pensa em alugar um carro em Atlanta, pode usar o MARTA - o transporte público de Atlanta que conta com ônibus, metrô, trem e VLT. O UBER também é bem eficiente por lá.

  • Há outras coisas a fazer e a conhecer fora de Downtown Atlanta. Conhecer seus arredores - a região metropolitana - pode ser uma boa! Nosso próximo post será justamente sobre isso.
  •  Have fun!




Até o próximo post!!!
Beijos de Fliess & Rossini.